TB Assessoria de Imprensa TB Assessoria de Imprensa

Preparador físico acredita que duas semanas serão suficientes para garotos retomarem técnica


O Metropolitano Jundiaí Futebol Clube cumpre integralmente e apoia todas as medidas das autoridades sanitárias para evitar a propagação do coronavírus em Jundiaí, especialmente aglomerações que envolvam neste momento crianças e adolescentes. Só que o clube está com seu planejamento pensando também no futuro, quando ocorrer o retorno das atividades de futebol. 

O preparador físico do clube e também treinador da categoria sub-15, Raul Rodrigues, tem o esquema pronto para a volta das atividades físicas e técnicas dentro do gramado. 

Para ele duas semanas serão suficientes para os jogadores retomarem a técnica, depois de mais de 120 dias sem qualquer tipo de atividade em grupo com bola – alguns até mesmo de forma individual por limitações das suas residências.


“O ideal na volta seria ter um mês para preparamos os atletas da melhor forma, mas como sabemos que as coisas vão ser bem aceleradas, acredito que duas semanas cheias de treinamento será o suficiente para condicionar todos os atletas. Nesse período em que tudo será adaptado, duas semanas será suficiente. E depois com a sequência de jogos, que eles vão melhorar a parte técnica naturalmente”, comenta.

Desde o inicio da quarentena, em março, Raul orienta os garotos nas atividades que eles realizam em suas residências, com foco na parte física. “Já elaboramos duas sessões de treinos para os atletas, visando ser realizado individualmente, em espaços reduzidos, somente com o peso corporal, para que facilite para todos”, lembra.


Raul diz ainda que é importante que os jogadores se mantenham ativos neste momento para que possam voltar minimamente bem condicionados quando puderem novamente pisar no gramado. “As competições serão de tiro curto, então a parte física será fundamental”, completa.

Na volta aos treinamentos, Raul sabe quais os principais cuidados ele deve ter com os garotos para que não sofram lesões, pela longa ausência de inatividade de jogos e treinos com bola. “Devemos dar atenção principalmente nos membros inferiores, fazer um trabalho de fortalecimento, para minimizar os riscos de lesões. Enquanto na parte técnica temos que dar mais atenção nos trabalhos de passe, que é o fundamento mais usado durante uma partida”.

Por Thiago Batista - Assessoria de imprensa do Metropolitano Jundiaí FC
Fotos: Divulgação – Assessoria de imprensa do Metropolitano Jundiaí FC – Thiago Batista
Contato: 11 98409-7594

>> Clique e leia texto completo

Metropolitano implementa soluções de tecnologia com seu Núcleo de Desempenho


O Metropolitano Jundiaí Futebol Clube está se modernizando. O clube não está ficando fora das mudanças que rapidamente estão chegando no esporte, até mesmo nas categorias de base. Nesta linha, o Metropolitano está implementando soluções tecnológicas fornecidas pelo Google para armazenamento de dados em um Data lake performático e seguro. O clube implementou o seu Núcleo de Desempenho desde junho, onde vai realizar analises minuciosas de cada partida.

O futebol de agora exige equipes mais compactas, troca rápida de passes, e posse de bola – onde a equipe de análise de desempenho fará todos os estudos. E para isso é necessário planejamento e organização dentro e fora das quatro linhas, com a utilização de métodos científicos e tecnológicos.

A análise de desempenho é uma ferramenta recém inserida no cenário do futebol brasileiro – aproximadamente uma década, e tem mostrado grande relevância na engrenagem do esporte. O departamento além de realizar análise da própria equipe – seja em jogos ou treinamentos, realiza outros tipos de ação. Quem trabalha neste tipo de departamento faz observações do time adversário e passa informações detalhadas para cada jogador e comissão técnica.

Até mesmo situação do mercado de jogadores tem equipe de análise trabalhando, para referendar ou não a contratação de um atleta – oferecendo um quadro completo de características de um atleta no momento que se discute a contratação de terminado jogador.

O objetivo do Metropolitano com a e compreender um pouco mais do universo de protocolos e números que não entregam vitórias, mas sim, informações com o objetivo que o time esteja munido da melhor preparação ao enfrentar o adversário na busca pela vitória.

Nesta linha, o clube com seu Núcleo de Desempenho está implementando soluções tecnológicas fornecidas pelo Google para armazenamento de dados em um Data lake performático e seguro. Estes dados são estruturados para fornecer informações complexas sobre desempenho individuais e coletivos, tanto de treinos quanto de jogos.

Também serão usados conceitos de machine leaning e inteligência artificial estão para oferecer insights a comissão técnica através de dashboards completos e customizáveis para cada categoria.

Com toda essa tecnologia implementada, é possível analisar tendências e padrões, bem como potencializar os pontos fracos durante os treinos, pois os vídeos de todos os jogos são processados digitalmente.

A integração entre as plataformas de colaboração gSuite e Google Cloud, facilitam o manuseio das informações, garantindo segurança e rapidez.

Por Thiago Batista - Assessoria de imprensa do Metropolitano Jundiaí FC
Fotos: Divulgação
Contato: 11 98409-7594

>> Clique e leia texto completo

Beto Cavalcante conta como está sendo sua rotina durante a pandemia


O treinador Beto Cavalcante, comandante há três temporadas do sub-17 do Metropolitano Jundiaí Futebol Clube, como está sendo a sua rotina durante a pandemia. Ele vem ajudando no planejamento do clube na volta das competições e também assistindo jogos de futebol que ocorrem na Europa e até ajudando os filhos, que jogam futebol, nas atividades que realizam em suas casas.

“Como em toda profissão a gente segue estudando buscando sempre evoluir, mas como os atletas a gente também perde o ritmo, pois é no campo, no dia a dia que vamos buscando soluções e melhorando a equipe de acordo com os atletas que temos. Como tenho dois filhos que jogam, que são o Enzo (ex-atacante do Metropolitano e atualmente no Mirassol), Mirassol e a Lorenza (atleta do Centro Olímpico dou treino pra eles diariamente), mas nada comparado ao treino coletivo de uma equipe”, detalha.


Para ele a maior preocupação no momento é com a condição psicológica dos atletas do Metro que estão há quase 100 dias sem qualquer atividade coletiva. “Até por essa questão o Vinicius Pontes nosso diretor de planejamento contratou uma psicóloga e uma assistente social e temos desenvolvido algumas atividades para os nossos atletas, além de encontro virtuais com atletas e pais”, explica.

Segundo Beto, o Metropolitano está montando nosso planejamento em cima do que órgãos municipal e estadual de saúde informam sobre o controle da pandemia. “Quando estiver liberado os treinos, iremos receber os atletas com a maior segurança possível”, conta.


Beto Cavalcante vem exercitando também ao assistir jogos do futebol europeu, que retomaram neste mês de junho. “Também assisti também alguns jogos antigos, só que uma vez que se torna treinador dificilmente você verá um jogo por diversão, pois está sempre analisando algo da partida”, afirma.

O treinador do Metro espera que as atividades no clube voltem logo, mas concorda a quarentena que ocorre em Jundiaí, conforme as orientações das autoridades de saúde. “São especialistas que estão dizendo que essa quarentena é necessária para que o vírus não se propague. Esperamos que todos nós possamos colaborar e que tudo isso passe logo, para podemos retomar as atividades não só no esporte, mas em as áreas da sociedade”, finaliza. 

Por Thiago Batista - Assessoria de imprensa do Metropolitano Jundiaí FC
Fotos: Divulgação - Thiago Batista
Contato: 11 98409-7594

>> Clique e leia texto completo

Metropolitano define staff e comissão técnica das três categorias

Raul Rodrigues e Beto Cavalcante são componentes da comissão técnica por mais um ano
O Metropolitano Jundiaí Futebol Clube tem definida a sua comissão técnica para as três categorias como também todo o seu staff para a temporada de 2020. As atividades do Metro estão suspensas devido a pandemia do novo coronavírus, a covid-19.

Serão três categorias ativas no Metro nesta temporada. O sub-14 terá Rodolfo Augusto como treinador. A categoria sub-15 continua com Raul Rodrigues pelo segundo ano. Beto Cavalcante pela terceira temporada será o comandante do sub-17.

Beto Cavalcante comanda o sub-17 do Metropolitano

Na diretoria, o diretor de futebol será Júlio Cabral, que comenta em detalhes a sua função. “Estamos a todo momento alinhando informações sobre estrutura, comissão técnica, a manutenção das condições tanto para a atual comissão quanto para os atletas das categorias, e também em contato direto com a diretoria de competições para avaliarmos os próximos passos, após a pandemia”, disse. “O Metropolitano é uma equipe em crescimento e que precisa de cuidados dentro e fora de campo, e é neste sentido que estamos alinhados para evoluir juntamente com toda a diretoria”, completa Cabral.

O diretor de futebol ressalta a importância que uma grande equipe na sua estrutura fora das quatro linhas para manter a linha crescente que o clube possui dentro da cidade. “Quando se pensa em jogo, sempre olhamos para dentro do campo, mas geralmente as pessoas se esquecem que por trás do técnico existe o staff, e o Metropolitano a cada dia tem dado à sua comissão técnica condições de trabalho a fim de que se preocupem apenas com a parte dentro do campo, por isso a importância de se ter um staff grande e organizado”, lembra.

Raul Rodrigues comanda o sub-15 pelo segundo ano seguido

“Atualmente o clube conta com núcleo de desempenho, assistência social, psicóloga, departamento jurídico, rouparia, tudo isso pra deixar a comissão técnica com o foco em extrair o melhor de todos”, finaliza o diretor de futebol.

Staff do Metropolitano para temporada 2020
Beto Cavalcante - técnico principal e do sub-17
Raul Rodrigues - técnico do sub-15
Rodolfo Augusto - técnico do sub-15
Gabriel Gonçalves - auxiliar
Murilo Tanganeli - coordenador núcleo de desempenho
Batata - roupeiro
Rogério Felix - roupeiro
Maria da Paz - assistente social
Rafaela Araujo - psicóloga
Fernanda Carvalho - advogada
Thiago Batista - assessor de imprensa
Vinicius Pontes - diretor de planejamento
Gilson Prado - diretor de competições
Julio Cabral - diretor de futebol

Fotos: Divulgação – Thiago Batista

Por Thiago Batista - Assessoria de imprensa do Metropolitano Jundiaí FC
Fotos: Divulgação
Contato: 11 98409-7594

>> Clique e leia texto completo